01
Mai 13

 

O Benfica venceu por 2-1 nos Barreiros numa partida bastante complicada.

O glorioso até começou bem, aos três minutos falta de Rozário sobre Lima dentro da área, tendo o brasileiro inaugurado o marcador de grande penalidade.

 

 

O Maritimo respondeu quase de imediato, com uma bola ao poste na sequencia de um livre à entrada da área benfiquista.

Depois assistiu-se a uma meia hora sem oportunidades de registo.

 

 

 

O Marítimo atacava mais mas não assustava Artur.

O Benfica defendia mais e não parecia muito interessado em acelerar para procurar o segundo golo. A pressão madeirense foi mais visível nos minutos finais da primeira parte e, aos 41 minutos, o empate surgiu.

Cruzamento de Artur pelo lado direito e Igor Rossi apareceu no segundo poste para marcar de cabeça.

Nos primeiros 10 minutos da segunda parte viu-se mais Benfica no ataque do que em todo o primeiro tempo, com Rodrigo a rematar um pouco ao lado quando tinha espaço para melhor.

A seguir Lima atirou a bola duas vezes aos ferros, primeiro na barra e depois no poste, em jogadas muito semelhantes.

 

 

O Benfica ameaçava o golo, e após um período mais morno o Benfica faz o 2-1.

Rossi ao tentar cortar um cruzamento de Salvio acaba por marcar na propria baliza.

 

 

Até ao final do encontro o Benfica controlou o jogo, não deixando o Maritimo pegar novamente no jogo, nem criar jogadas de perigo para Artur.

O Benfica continua com quatro pontos de avanço para o Porto, e já se sente o cheirinho a título.

 

publicado por aguiavitoria às 15:47
tags:

20
Dez 11

 

Exibição muito sofrível, num terreno muito dificil, onde o nosso glorioso já não perde para a I Liga, já lá vão 10 anos.
Cardozo tem razões para estar contente por o seu golo ter dado os 3 pontos, mas não pode falhar de baliza aberta.
 
.

 

Tal como se previa, uma vitoria encarnada muito complicada, realmente o Maritimo está efectivamente num bom momento, cheio de confiança e como tal isso só valoriza o triunfo do S.L.Benfica.

 

 

Ficha de jogo

 

Jogo no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

 

Ao intervalo: 0-0.

 

Resultado final: 0-1.

 

Marcadores:

 

0-1, por Óscar Cardozo, 85 minutos.

 

Marítimo: Peçanha, Briguel, João Guilherme, Roberge, Rúben Ferreira (Igor, 71), Rafael Miranda, Roberto Souza, Olberdam, Heldon (Danilo Dias, 77), Baba (Fidelis, 80) e Sami. 
Suplentes: Romain Salin, Luís Olim, Igor, João Luiz, Danilo Dias, Benachour e Fidelis.

 

S.L.Benfica: Artur Moraes, Maxi Pereira, Jardel, Ezequiel Garay, Emerson, Javí Garcia, Axel Witsel (Saviola, 67), Pablo Aimar, Bruno César, Óscar Cardozo (Rúben Amorim, 87) e Rodrigo (Nolito, 81).
Suplentes: Eduardo, Joan Capdevila, Nolito, Rúben Amorim, Matic, Nélson Oliveira e Saviola.

 

Árbitro: Jorge Sousa (Porto).

 

Acção disciplinar:

Cartão amarelo para Javi García (28), Roberto Souza (38), Rafael Miranda (40), Emerson (40), Olberdam (42), Olberdam (48), Pablo Aimar (50), Baba (50), Maxi Pereira (63) e Jardel (90)

Cartão vermelho para Olberdam (48).

 

 

Declarações:

 

Jorge Jesus: "A partir dos 15 minutos fomos a equipa que comandou o jogo. Cardozo e Aimar mereceram o golo nessa altura. O mais difícil foi não ter feito qualquer um nessa fase. Já o Marítimo, com 11 jogadores, nunca criou perigo nenhum","com menos um, o Marítimo fez o que pôde e até se tornou mais perigoso, mas acreditava que fariamos um golo mais cedo ou mais tarde, pois eles não saíam da sua zona defensiva. Fomos uns justos vencedores e melhores em todos os aspetos","são uma excelente equipa, é apenas a segunda derrota da época e a primeira nos Barreiros. Se jogam assim, tenho dúvidas que mais alguém ganhe aqui. Espero que atuem assim contra os nossos rivais".

 

publicado por aguiavitoria às 20:32

06
Dez 11

 

O S.L.Benfica foi eliminado da Taça de Portugal depois de perder por 2-1 no Estádio dos Barreiros, diante do Marítimo.
O glorioso esteve em vantagem no jogo graças a um golo apontado por Saviola, de grande penalidade, aos 27 minutos de jogo.

Um lance algo dúvidoso acerca da existência ou não de falta sobre Nolito num lance disputado entre o espanhol, João Guilherme e Briguel.
Os primeiros 45 minutos foram marcados por uma supremacia encarnada a todos os níveis.

 

 

Na segunda parte a história do jogo fez-se com um Marítimo transfigurado.

Se bem que a primeira oportunidade de golo do jogo, depois do descanso, foi das águias, com Rodrigo a atirar ao lado quando parecia que ia fazer o 2- 0.
Quem não falhou aos 60 minutos foi Roberto Sousa com um grande golo, num tiro do meio-campo que apanhou Eduardo adiantado.
O 2-1 apareceu 10 minutos depois com Sami a fazer um chapéu ao guardião português. Um golo que surgiu logo no minuto anterior à entrada de Aimar em campo para o lugar de Saviola. Jesus tentava pôr ordem na equipa do Benfica, fundamentalmente na espinha do meio do terreno, mas a substituição veio tarde.

A entrada de Aimar sentiu-se na equipa encarnada, mas o maestro argentino não conseguiu evitar a primeira derrota da época do S.L.Benfica. O argentino ainda teve duas ocasiões para empatar, no seguimento de um pontapé de canto em que atira ao lado e num remate em que Ricardo segura a bola.
Mas o marcador final não passaria dos 2-1.

Mais um ano em que o Jamor ficou por um canudo e Jorge Jesus perde novamente o sonho de poder conquistar a Taça para dedicar ao pai.

 

 

Ficha de jogo

 

Jogo no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

 

Ao intervalo: 0-1.

 

Resultado final: 2-1.

 

Marcadores:

 

0-1, por Saviola, 27 minutos (penalty).

1-1, por Roberto Souza, 60 minutos.

2-1, por Sami, 70 minutos.

 

Marítimo: Ricardo Ferreira, Briguel, João Guilherme, Roberge, Luís Olim, Rafael Miranda, Roberto Souza, Olberdam (Benachour, 84), Danilo Dias (Heldon, 70), Baba e Sami (Igor, 88). 
Suplentes: Peçanha, Benachour, Tchô, Gonçalo Abreu, Heldon, Fidelis e Igor.

 

S.L.Benfica: Eduardo, Rúben Amorim (Maxi Pereira, 85), Jardel, Ezequiel Garay, Emerson, Matic (Nélson Oliveira, 75), Axel Witsel, Nicolás Gaitán, Saviola (Pablo Aimar, 70), Nolito e Rodrigo.
Suplentes: Mika, Miguel Vítor, Maxi Pereira, Javi García, Bruno César, Pablo Aimar e Nélson Oliveira.

 

Árbitro: Paulo Baptista.

 

Acção disciplinar:

Cartão amarelo para Briguel (26), Danilo Dias (28), Nicolás Gaitán (39), João Guilherme (79) e Rafael Miranda (90).

 

 

Mais um ano em que a Taça de Portugal nos passa ao lado..................

Espero sinceramente que para o proximo ano a Taça de Portugal seja encarada como um dos objectivos principais para o nosso Benfica, pois uma instituição como a nossa não pode estar tantos anos sem ganhar esta competição.

publicado por aguiavitoria às 18:16

24
Nov 11

 

Após a realização do sorteio da terceira fase da edição 2011/12 da Taça da Liga, ao nosso S.L.Benfica saiu-lhe a fava, ficando inserido no Grupo B, juntamente com o Vitória de Guimarães, o Marítimo e o Santa Clara.


Eis o calendário de jogos:

 

1ª Jornada (2/3 de janeiro)

V.Guimarães - S.L.Benfica

Marítimo - Santa Clara

 

2ª Jornada (18 de Janeiro)

S.L.Benfica - Santa Clara

V.Guimarães - Marítimo

 

3ª Jornada (4/5 de Fevereiro)

S.L.Benfica - Marítimo

Santa Clara - V.Guimarães


04
Jan 11

  

Ficha de jogo

 

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa.

 

Ao intervalo: 2-0.

 

Resultado final: 2-0.

 

Marcadores:

 

1-0, por Salvio, 24 minutos.

2-0, por Saviola, 39 minutos.

Equipas:

 

S.L.Benfica: Moreira, Maxi Pereira, David Luiz, Sidnei, Fábio Faria (César Peixoto, 46), Airton, Salvio, Carlos Martins ( Rúben Amorim, 70), Nicolás Gaitán, Saviola e Alan Kardec (Franco Jara, 74).
(Suplentes: Júlio César, Weldon, César Peixoto, Felipe Menezes, Roderick, Rúben Amorim e Franco Jara).

 

Maritimo: Peçanha, Ricardo Esteves, Robson, Roberge, Luciano Amaral, Rafael Miranda, Sidnei (Alonso, 74), Marquinho ( Heldon, 74), Tchô (Cherrad, 52), Djalma e Baba.
(Suplentes: Marcelo, Heldon, Kanu, João Guilherme, Alonso, Roberto Souza e Cherrad).

 

Árbitro: João Ferreira (Setubal).

 

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Ricardo Esteves (38), David Luiz (62), César Peixoto (66), Cherrad (69) e Rafael Miranda (82).

 

 

O Benfica entrou a ganhar no grupo B da Taça da Liga, vencendo o Marítimo por 2-0 e colando-se ao Desp. Aves na liderança do grupo.

Os dois golos do encontro surgiram na primeira parte. Salvio fez o primeiro, por sinal o melhor da noite, num pontapé forte e cruzado que só parou no fundo da baliza de Peçanha. Estavam decorridos 24 minutos. Um quarto de hora depois, foi Saviola que fez o segundo e fixou, logo ali, o resultado final.

Na próxima jornada, o Benfica recebe o Olhanense e o Marítimo o Desp. Aves.

 

 

 

Declarações

 

Salvio:  “Estou feliz pela partida! Conseguimos o que queríamos. Começámos o ano com um grande jogo e agora é para continuar”.

 

Jesus: “Merecemos ganhar. Fomos melhores na primeira parte e na segunda controlámos a vantagem de 2-0. O Marítimo foi uma equipa mais estendida na segunda parte, expondo-se mais ao nosso contra-ataque e podíamos ter feito mais um golo, mas o resultado está certo”.

 

publicado por aguiavitoria às 21:34

26
Set 10

A goleada esteve à vista mas o Benfica 'não a quis'

 

 

Ficha de jogo


Jogo no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

 

Ao intervalo: 0-0.

 

Resultado final: 0-1.

 

Marcador:


0-1, por Fábio Coentrão, 58 minutos.

 

Equipas:

 

Marítimo: Marcelo, Ricardo Esteves, João Guilherme, Robson, Alonso, Roberto Sousa, Rafael Miranda (Dylan, 66), Danilo Dias, Marquinho (Tchô, 38), Baba e Djalma (Fidelis, 78).
(Suplentes: Peçanha, Briguel, Dylan, Roberge, Tchô, Fidelis e Kanú).

 

Benfica: Roberto, Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, César Peixoto, Javi Garcia, Carlos Martins (Airton, 83), Gaitan (Salvio, 70), Saviola (Franco Jara, 73), Cardozo e Fábio Coentrão.
(Suplentes: Moreira, Airton, Salvio, Franco Jara, Luís Filipe, Sidnei e Alan Kardec)

 

Árbitro: João Capela (Lisboa).

 

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Roberto Sousa (60), João Guilherme (77) e Fábio Coentrão (87).

 

Assistência: Cerca de 4700 espectadores.

 

 

O Benfica venceu e com justiça, diga-se. Foi a equipa que mais oportunidades criou e que foi desperdiçando, com Saviola e Cardozo em destaque nesse aspecto. Mas Coentrão resolveu a questão e manteve viva a chama das vitórias e esta até foi a primeira fora de portas na presente temporada. O Marítimo continua sem vencer e deu a réplica possível. Pedro Martins ainda tem muito trabalho pela frente.

 

Jorge Jesus: “Foi um resultado muito curto. Sofremos muito sem necessidade nenhuma. Foi a partida desta época onde criámos mais oportunidades de golo, mas não as conseguimos concretizar, mas estamos a crescer de jogo para jogo”.

 

Fábio Coentrão: “Tenho trabalhado para chegar aos jogos e estar bem e tenho demonstrado que estou numa boa forma. Hoje estou muito feliz por ter ajudado a equipa a ganhar.”

“Eu jogo onde o mister quiser. Seja a defesa, a médio, a extremo, a ponta de lança…. O mister é que manda nesta equipa e eu jogo onde ele decidir. O que eu quero é ajudar o Benfica.”

 

publicado por aguiavitoria às 18:48

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO