11
Mai 13

 

O Benfica empatou em casa com o Estoril, a uma bola, dando desta forma um novo dramatismo ao clássico do dragão, tornando-o como o jogo do título.

Tal como se esperava o jogo começou com um clima de euforia encarnada, contudo acabou com grande apreensão para os adeptos encarnados.

Tenho de dar os parabéns ao Estoril que soube resistir à pressão do Benfica, sufocante em determinados períodos, e de saber reagir e contra-atacar.

 

 

Uma entrada fulgurante do Benfica na partida, com uma excelente oportunidade para marcar logo aos 10 segundos por Lima, fazia prever um jogo de sentido único.

O Benfica só não chegou ao fim dos primeiros 45 minutos em vantagem porque Lima falhou oportunidades que não costuma perdoar.

Aos 22 minutos, rematou por cima, quando estava bem enquadrado com a baliza. Aos 33 minutos, acertou no poste direito da baliza, após uma grande assistência de Cardozo com o peito, permitindo ainda, em cima dos 45 minutos, a defesa do guarda-redes Vagner.

Na segunda parte o Benfica voltou à partida com a mesma intensidade do início do primeiro tempo e, aos 55 minutos, Maxi Pereira esteve perto do golo, que Jefferson evitou em cima da linha.

Aos 59 minutos, Jefferson marcou de livre, o golo do Estoril.

 

 

Contudo, no lance do golo, existe fora-de-jogo de Licá, que apesar de não tocar na bola, interfere na jogada.



Em desvantagem, o Benfica procurou desesperadamente o golo, abrindo alguns espaços na sua defesa, que poderiam ter sido fatais.

Aos 68 minutos, Maxi não voltou a falhar e empatou o encontro.


 

O golo de Maxi fazia prever uma avalanche benfiquista para os minutos finais, mas, aos 78 minutos, Carlos Martins deitou por terra essa esperança ao ver o segundo cartão amarelo, que poderia ter evitado, deixando a sua equipa em desvantagem numérica.

Atitude irreflectiva de Carlos Martins, que para mim nunca mais jogava no Benfica.

 

 

A ansiedade apoderou-se então do Benfica e, nos derradeiros instantes, seria mesmo Artur a evitar o golo da vitória estorilista, após um bom remate de Carlitos.

 

 

Agora é reunir as tropas e fazer das tripas coração no dragão.

publicado por aguiavitoria às 10:50
tags:

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO