18
Abr 13

 

O glorioso confirmou o que já todos esperavamos, e marcou presença na final da Taça de Portugal, após empatar a um golo, em casa, frente ao Paços de Ferreira, no jogo da segunda mão das meias-finais da prova.

 

 

Depois da vitória, por 2-0, no reduto da equipa pacense, no encontro da primeira mão, ou seja,  com a eliminatória praticamente decidida, o golo de Cardozo, aos 54  minutos, deixou ainda mais aberto o caminho para a final, tendo os pacenses  igualado aos 80, por Cícero, que aproveitou da melhor maneira um erro de  Maxi Pereira.

 

 

JJ não efectuou poupanças no onze escolhido, excepto na troca de Rodrigo por Lima.

O Benfica assumiu o jogo desde o seu inicio, criando inumeras oportunidades de golo, Cardozo, Rodrigo e Salvio tiveram remates perigosos que falharam o alvo por pouco.

Os pacenses apenas por uma vez criaram perigo, e que perigo, tendo Artur sido obrigado a uma excelente intervenção aos pés de Hurtado, que surgiu isolado pela esquerda do seu ataque.



No inicio da segunda parte o Benfica acelerou um pouco mais o ritmo, e com oito minutos decorridos chegou ao golo por Cardozo, na conclusão de uma boa jogada entre Enzo e Gaitán, que fez o centro da esquerda para o remate rasteiro e colocado de primeira por parte do paraguaio.

Após o golo o Benfica baixou o ritmo e num passe displicente de Maxi, que isolou o recém entrado Cícero, sofreu o golo do empate.

O Paços é uma boa equipa, muito bem orientada, e voltou a demonstrá-lo neste jogo, pelo que era previsível que acabasse por aproveitar algum erro nosso.

 

 

O mais importante foi alcançado, ou seja, o regresso ao Jamor.

A final da Taça de Portugal está agendada para o dia 26 de Maio, no Estádio Nacional.

publicado por aguiavitoria às 13:07

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO