06
Abr 13

 

O Benfica até começou a perder, mas deu a volta ao marcador vencendo por 3-1 os ingleses do Newcastle, no jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa.

 

 

No dia anterior, Alan Pardew, técnico do Newcastle colocou o Benfica entre os oito ou dez primeiros da Premier League, JJ interpretou as palavras do britânico como uma provocação e respondeu com a eliminação do MUnited pelos encarnados na Champions, acrescentando que nunca tinha visto os Magpies nessas andanças.

Relativamente ao jogo propriamente dito, o Newcastle durante os primeiros vinte minutos  apresentou uma pressão alta e constante, com melhor ocupação de espaços e critério de passe, tendo dois homens muito rápidos e móveis na frente de ataque, Sissoko e Cissé e um Marveaux com liberdade para manobrar no meio campo e andar pelas alas.

Aos 12 minutos, Marveaux fez o passe para Sissoko, tendo este efectuado o cruzamento para a área e Cissé, mais rápido que Luisão, só teve que empurrar para a baliza de Artur.

 

 

Aos 23 minutos o Newcastle poderia ter aumentado o marcador, com Cissé sozinho a receber a bola na área rematando para a baliza de Artur tendo a bola batido em Garay e Artur ainda a consegue desviar para o poste.

Este lance serviu para que o Benfica acordasse e tomasse em definitivo as redeas do jogo.

Aos 25 minutos Cardozo efectua um remate fortíssimo , Krul defende para a frente  e Rodrigo chega primeiro à bola que o guarda-redes holandês para efectuar a recarga e empatar o jogo.

 

 

Aos 27 minutos o Benfica tem três oportunidades de golo na mesma jogada, com remates sucessivos de Melgarejo, Ola John e André Gomes, os dois primeiros repelidos por Krul e o terceiro para fora.

 

 

Aos 40 minutos Krul volta a estar em destaque ao desviar um poderoso cabeceamento de Matic.

 

 

Logo a abrir a segunda parte, Marveaux serve de forma perfeita Cissé, que consegue fazer a bola voar por cima de Artur, só que ela vai de novo ao poste da baliza encarnada.

Aos 56 minutos Rodrigo desmarcado pela direita efectua um passe para Cardozo, que só tinha que empurrar a bola para a baliza, contudo o paraguaio não conseguiu efectuar da melhor forma.

Aos 66 minutos, o italiano Santon fez uma autentica "assistência" para Lima, que após desviar a bola de Krul, fez o 2-1 de um angulo reduzido, mostrando o seu instinto goleador.

 

 

Aos 69 minutos, Taylor faz um corte com o braço dentro da sua área tendo o árbitro assinalado penalty.

Cardozo meteu a bola na baliza, o árbitro mandou repetir, e  o paraguaio, à segunda, confirmou o 3-1.

 

 

Vitória justissíma do Benfica, mas não nos vamos esquecer que ainda falta a segunda mão num terreno sempre muito dificil.

Ainda nada está conseguido.



publicado por aguiavitoria às 15:33
tags:

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO