11
Nov 12

 

Champions League - Grupo G - 4ª jornada 
Estádio da Luz 

Árbitro: F. Meyer

S.L.Benfica (Titulares): Artur Moraes, Maxi Pereira (capitão) (André Gomes 82m), Jardel, Garay, Melgarejo, André Almeida, Enzo Pérez, Ola John, Salvio (Nicolás Gaitán 69m), Rodrigo (Óscar Cardozo 45m) e Lima (Bruno César 74m).


S.L.Benfica (Suplentes): Paulo Lopes, Miguel Vitor, Bruno César, Nolito, Nicolás Gaitán, André Gomes e Óscar Cardozo.

 

Spartak Moscovo (Titulares): Rebrov, Makeev, Pareja, Insaurralde, K.Kombarov (Ananidse 62m), D.Kombarov, Rafael Carioca, Jurado, Kallstrom (Dzyuba 71m), Bilyaletdinov (Suchy 79m) e Ari.

 

Spartak Moscovo (Suplentes): Dikan, Bryzgalov, Suchy, Makhmudov, Zeeuw, Ananidze e Dzyuba.

Cartões Amarelos: 1 (S.L.Benfica) André Almeida 29m.

                              4 (Spartak Moscovo) A.Rebrov 32m, Makeev 32m, Pareja 38m e Jurado 82m,

 

Cartão Vermelho:  1 (Spartak Moscovo) Pareja 76m.

       
Resultado final: 2-0. 1-0 Óscar Cardozo 55m e 2-0 Óscar Cardozo 69m.

 

 

 

O nosso S.L.Benfica cumpriu a missão que tinha frente ao Spartak Moscovo, vencendo por dois a zero.

O glorioso atacou desde o início do encontro a baliza dos moscovitas, sendo que logo no primeiro minuto o árbitro Florian Meyer não viu Garay a ser puxado claramente no interior da área do Spartak. Grande penalidade clarissima que ficou por assinalar.

No primeiro tempo o golo não surgiu por manifesta infelicidade, visto que situações de perigo não faltaram aos encarnados.

 

 

Para a segunda parte, JJ mexeu na frente de ataque, ao fazer entrar Óscar Cardozo para o lugar de Rodrigo.

O paraguaio entrou e marcou logo aos 50 minutos, num lance em que a equipa de arbitragem considerou que o benfiquista estava em fora-de-jogo. Mais uma decisão errada…

Óscar Cardozo não demorou muito para voltar a atacar, desta feita de forma letal. Após um cruzamento de Melgarejo, Cardozo cabeceou com êxito, inaugurando o marcador.

O S.L.Benfica manteve o pé no acelerador para poder, assim, alcançar o chamado golo da tranquilidade. E ele veio mesmo aos 68 minutos, com uma boa conclusão de Cardozo na área.

 

 

Óscar Cardozo estava endiabrado e voltou a colocar a cabeça em água à defesa do Spartak, mais concretamente a Pareja. O jogador da equipa russa fez uma tesoura e derrubou Cardozo no interior da área, o que lhe valeu a expulsão. Na cobrança do castigo máximo (77'), Cardozo viu a bola esbarrar no ferro! 

Mais oportunidades se seguiram até ao final do encontro, mas a bola não voltou a entrar na baliza do Spartak Moscovo. Em Glasgow, por seu lado, o Celtic venceu o Barcelona, por 2-1, e a missão benfiquista, apesar do triunfo sobre os russos, ficou mais complicada. 

 

publicado por aguiavitoria às 16:23

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO