06
Mai 11

 

O empate sem golos classificava o Benfica, por isso a equipa lisboeta começou o jogo de forma cautelosa. Ainda assim, apesar do domínio dos donos da casa, aos 14min, Carlos Martins cobrou falta e o guarda redes brasileiro Artur defendeu a bola que se encaminhava para o angulo esquerdo da baliza.

O Braga conseguiu marcar o golo que garantia a qualificação, de forma provisória - até então -, aos 17min. Hugo Viana cobrou canto do lado esquerdo e Custódio subiu mais alto para cabeciar para o fundo das redes de Roberto.

 

 

 

 

Aos poucos o Benfica tomou conta do jogo.

Aos 31min, o espanhol Javi García aproveitou o resalto de remate de Saviola e finalizou, mas a bola foi para fora. A melhor chance aconteceu aos 40min, Óscar Cardozo saiu da área, fez a jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Saviola. O atacante argentino desviou e a bola parou no poste esquerdo de Artur, que apenas observou.

 

 

Apostando nos contra-ataques, o Braga teve boa chance de ampliar aos 61min. O brasileiro Márcio Mossoró fez grande jogada na entrada da área, fintou três marcadores, mas a defesa benfiquista afastou a bola no momento que o atacante preparava a finalização. Mesmo com a escassez de jogadas, o Benfica voltou a chegar com perigo aos 70min. Fábio Coentrão recebeu bom lançamento que o deixava cara a cara com o brasileiro Artur, que saiu bem nos pés do adversário e impediu o golo de empate da equipe lisboeta.

Nos minutos finais a pressão intensificou-se de vez. Aos 79min, Gaitán recebeu passe na entrada da área e chutou forte. O guarda redes Artur, que já se tornava no destaque da partida, desviou para canto. Na cobrança do canto, Luisão subiu bem no meio da área e desviou para o segundo poste onde o argentino Saviola tentou desviar, mas não conseguiu completar para as redes.

O Braga não ficou na defesa nos minutos finais e desperdiçou duas chances. A primeira com Hugo Viana e a segunda com Custódio. Todas bem defendidas por Roberto. Mas a última grande chance foi do Benfica. Aos 87min, Alan Kardec cabeceou e o defesa Paulão impediu o golo em cima da linha.

 

 

Ficha de jogo

 

Jogo no Estádio AXA, em Braga.

 

Ao intervalo: 1-0.

 

Resultado final: 1-0.

 

Marcadores:

 

1-0, por Custódio, 18 minutos.

 

Equipas:

 

S.L.Benfica : Roberto, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Fábio Coentrão, Javi Garcia, Nicolás Gaitán, Carlos Martins (Alan Kardec, 81), César Peixoto (Franco Jara, 58), Saviola (Felipe Menezes, 86) e Óscar Cardozo.

Suplentes: Moreira, Alan Kardec, Franco Jara, Roderick, Airton, Felipe Menezes e Sidnei.

 

Sp. Braga: Artur Moraes, Sílvio, Alberto Rodriguez, Paulão, Miguel Garcia, Hugo Viana, Custódio, Lima (Leandro Salino, 73), Marcio Mossoró (Kaká, 80), Alan e Meyong (Hélder Barbosa, 87).

Suplentes: Peterson, Aníbal, Leandro Salino, Hélder Barbosa, Cristiano, Elderson Echiejile e Kaká.

 

Árbitro: Martin Atkinson (Inglaterra).

 

Acção disciplinar:

Cartão amarelo para Sílvio (3), César Peixoto (50), Maxi Pereira (59), Paulão (60), Fábio Coentrão (75), Luisão (90) e Artur Moraes (90).

 

 

Declarações:

 

Jorge Jesus: “Tivemos várias oportunidades, mas a sorte não esteve do nosso lado. Não nos podem acusar de não lutar, porque fizemos o que estava ao nosso alcance”,“Estamos desiludidos. O que se passou deixa-nos frustrados e aos adeptos também”, “A minha equipa lutou, trabalhou e tentou sempre fazer golo. O guarda-redes do Sp. Braga teve, igualmente, alguma sorte e o encontro resume-se ao tento apontado pelo Sp. Braga, defendendo de seguida esse golo até ao fim.”

 

publicado por aguiavitoria às 23:54

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO