24
Abr 11

 

O F.C. Porto venceu o Benfica por 1-3, em jogo relativo à segunda-mão das meias-finais da Taça de Portugal, e apurou-se desta forma para a final da competição, que vai agora disputar com o V. Guimarães. Os azuis e brancos tinham de fazer três golos na Luz, e conseguiram-no.
No fim acabaram por seguir em frente por ter marcado mais golos fora. Curiosamente todos os quatro golos surgiram na segunda parte. O primeiro tempo foi muito mais morno, sendo que só Falcao e Javi, em duas finalizações, ficaram perto de marcar.

 

 

 

Na segunda parte, aí sim, o jogo ganhou emoção. Primeiro, aos 63 minutos, João Moutinho inaugurou o marcador. Num remate de fora da área, o médio bateu Júlio César. Depois disso, e no espaço de onze minutos, o F.C. Porto marcou mais duas vezes: Hulk e Falcao fizeram o 3-0.

 

 

O Benfica, que tinha entrado na segunda parte disposto a defender de todas as formas, colocando dez jogadores atrás da linha da bola, teve de ir para a frente e reagiu rápido, numa falta de Sapunaru sobre Saviola, o árbitro marca penalty que Cardozo concretiza. O jogo ficou louco, mas não mais se alterou.

 

 

Ficha de jogo

 

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa.

 

Ao intervalo: 0-0.

 

Resultado final: 1-3.

 

Marcadores:

 

0-1, por João Muotinho, 63 minutos.

0-2, por Hulk, 71 minutos.

0-3, por Falcao, 74 minutos.

1-3, por Óscar Cardozo (penalty), 79 minutos.

 

S.L.Benfica: Júlio César, Maxi Pereira, Jardel, Luisão, Fábio Coentrão, Javi García (Alan Kardec, 86), Franco Jara (Pablo Aimar, 78), Carlos Martins, César Peixoto (Weldon, 89), Saviola e Óscar Cradozo. 
Suplentes: Roberto, Sidnei, Airton, Felipe Menezes, Pablo Aimar, Weldon e Alan Kardec.

 

F.C.Porto: Beto, Cristian Sapunaru (Sereno, 87), Rolando, Nicolás Otamendi, Alvaro Pereira, Ruben Micael (James Rodríguez, 61), Fernando, João Moutinho, Hulk, Falcao e Cristian Rodríguez (Varela, 75).
Suplentes: Kieszek, Sereno, Souza, James Rodríguez, Mariano González, Varela e Walter.

 

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco).

 

Acção disciplinar:

Cartão amarelo para Alvaro Pereira (17), Maxi Pereira (21), Cristian Rodríguez (30), Falcao (32), Javi Garcia (46), Franco Jara (58), Óscar Cardozo (64), Cristian Sapunaru (79), Fernando (79), Jardel (82), Hulk (84), Beto (90), Rolando (90) e Fábio Coentrão (90).

 

 

Declarações:

 

Jorge Jesus:  “o segundo golo foi determinante para dar mais capacidade emocional à equipa do FC Porto”, “É uma competição que diz muito aos sócios do Benfica e também a mim pessoalmente. Queríamos ganhá-la, mas não conseguimos”, “Há ainda duas provas. Temos uma final já no sábado e temos as meias-finais da Liga Europa.”

 

publicado por aguiavitoria às 15:35

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO