30
Set 10

Benfica escorrega na Alemanha

 

 

Ficha de jogo

 

Jogo no Arena AufSchalke, em Gelsenkirchen.

 

Ao intervalo: 0-0.

 

Resultado final: 2-0.

 

Marcadores:

 

1-0, por Jefferson Farfán, 73 minutos.

2-0, por Klaas Jan Huntelaar , 85 minutos.

 

Equipas:

 

Schalke 04: Manuel Neuer, Atsuto Uchida (Hans Sarpei, 58), Kyriakos Papadopoulos, Christoph Metzelder, Schmitz, Joel Matip, Jefferson Farfán, Jurado (Peer Kluge, 78), Ivan Rakitic (Jones, 78), Raúl e Klaas Jan Huntelaar.
(Suplentes: Schober, Hans Sarpei, Plestan, Edu, Erik Jendrisek, Peer Kluge e Jones).

 

Benfica: Roberto, Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, César Peixoto, Javi Garcia, Carlos Martins, Gaitan (Salvio, 45), Saviola (Pablo Aimar, 63), Cardozo (Alan Kardec, 71) e Fábio Coentrão.
(Suplentes: Moreira, Airton, Salvio, Felipe Menezes, Pablo Aimar, Sidnei e Alan Kardec)

 

Árbitro: Gianluca Rocchi..

 

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Nicolás Gaitán (45), Salvio (49), Javi García (56), Atsuto Uchida (57) e Jefferson Farfán (62).

 

 

O período de recuperação que o Benfica vinha encetando foi travado na Alemanha. Num país onde as águias nunca venceram, um amargo regresso às derrotas (2-0), num jogo em que, em abono da verdade, os encarnados pouco fizeram para evitar afundar. Quinta derrota da época, a primeira na Liga dos Campeões. Segue-se o duplo confronto com um Lyon, 100 por cento vitorioso. Tarefa árdua para os campeões nacionais.

 

Os encarnados não "mataram" o jogo quando podiam - e deveriam - tê-lo feito e acabaram por ser penalizados com os golos de Farfán (73) e Huntelaar (85), ambos conseguidos já na fase final do encontro.

Com a derrota, que mantém a maldição benfiquista em solo alemão nas provas europeias, a equipa treinada por Jorge Jesus cai do 1.º para o 3.º lugar na classificação do Grupo B da Liga dos Campeões.

No outro jogo do grupo, o Hapoel Telavive perdeu em casa, por 1-3, frente ao Ol. Lyon.

 

 

Javi Garcia: Fico triste, a equipa tentou jogar com vivacidade e acho que fizemos uma primeira parte muito boa. O Benfica luta sempre pela vitória, tínhamos a ilusão de conquistar os três pontos, mas temos de sair contentes, pois fizemos 75 minutos muito bons. Mas eles também têm muito boa equipa, jogadores com muita classe como o Raúl ou o Huntelaar. Há que ver o que fizemos de positivo para dar a volta. Hoje falhámos alguns golos, tal como na semana passada. Mas temos um ataque muito bom que pode fazer golos a qualquer momento e creio que a equipa vai dar a volta.

 

Carlos Martins: Sabíamos que seria um jogo difícil, que eles iam jogar no nosso erro e isso comprovou-se, tivemos duas falhas que foram fatais. São momentos do jogo, em que toda a gente falha, não estou a atribuir os golos aos meus companheiros mas à equipa. Mas foi um jogo de grande espírito de equipa e não merecíamos ter saído daqui com uma derrota. Vamos lutar para passar a fase de grupos.

 

Fábio Coentrão: Foi infelicidade nossa, merecíamos outro resultado, mostrámos que temos uma excelente equipa e o Benfica devia ter saído daqui com outro resultado. Temos uma excelente equipa e isso é o mais importante, porque, na próxima partida, frente ao Lyon, vamos mostrar que queremos seguir em frente na Champions. Desde o começo que sabíamos que ia ser uma luta a quatro, temos um grupo complicado, mas temos consciência que temos equipa para seguir em frente.

 

 

Jorge Jesus: O Schalke tem jogadores experientes, sempre à espera do erro do adversário, o que acabou por acontecer. Ao intervalo, sentíamos que podíamos ganhar o jogo, sabíamos que estávamos a jogar com uma boa equipa, entrámos decididos para que pudéssemos ter mais situações de finalização, que não conseguimos na primeira parte, a saída do Cardozo tirou-nos alguma profundidade, mas saímos daqui com a sensação que podíamos ter pontuado.

 

 

publicado por aguiavitoria às 19:01

26
Set 10

Benfica bate  Porto em grande espetáculo

 

 

Pavilhão Dr. Mário Mexia, em Coimbra


Árbitros: João Paulo Romão (Lisboa) e Paulo Santos (Porto)

 

FC Porto - Edo Bosch; Filipe Santos, Reinaldo Ventura, Pedro Moreira e Pedro Gil.

 

Suplentes: Nélson Filipe, Gonçalo Suissas, André Azevedo, Manuel Pinheiro e Emanuel Garcia

 

Treinador: Franklim Pais

 

Benfica - Ricardo Silva; Valter Neves, Ricardo Pereira, Diogo Rafael e Estebán Ebalos.

 

Suplentes: João Patrício, Caio, Cacau, João Rodrigues e Luís Viana

 

Treinador: Luís Sénica

 

Marcadores: Pedro Gil (7' e 24', 26'), Reinaldo Ventura (27'); Ricardo Pereira (1'), Luís Viana (13'), Estebán Abalos (21'), Diogo Rafael (27'), João Rodrigues (43', 48', 49' e 49')

 

Disciplina: cartão azul a Ricardo Pereira (5'), Caio (41'), Pedro Gil (49'), Gonçalo Suissas (49'); cartão vermelho a Edo Bosch (49')

 

 

O Benfica conquistou a Supertaça de hóquei em patins, ao bater o F.C. Porto por 8-4, em Coimbra, na final da competição.

João Rodrigues acabou por ser a maior figura do encontro, ele que obteve quatro dos golos da formação encarnada.

Refira-se que ao intervalo do jogo, disputado no Pavilhão Dr. Mário Mexia, o Benfica já vencia os campeões nacionais por 3-2. Ricardo Pereira, Luís Viana, Abalos marcaram então os golos encarnados, enquanto Pedro Gil bisou para o F.C. Porto.

A segunda parte começou louca: Reinaldo Ventura empatou no primeiro minuto, Diogo Rafael repôs a vantagem encarnada ao segundo minuto e também ao segundo minuto Pedro Gil colocou nova igualdade no resultado, ele que fazia o quarto tento pessoal.

Depois surgiu em campo o jovem João Rodrigues. Fez quarto golos seguidos (42, 48, 49 e 50), o último dos quais de penalty, fazendo o resultado final que garantiu a sexta Supertaça da história para o Benfica, em 29 edições que a prova já leva.

 

publicado por aguiavitoria às 19:08

A goleada esteve à vista mas o Benfica 'não a quis'

 

 

Ficha de jogo


Jogo no Estádio dos Barreiros, no Funchal.

 

Ao intervalo: 0-0.

 

Resultado final: 0-1.

 

Marcador:


0-1, por Fábio Coentrão, 58 minutos.

 

Equipas:

 

Marítimo: Marcelo, Ricardo Esteves, João Guilherme, Robson, Alonso, Roberto Sousa, Rafael Miranda (Dylan, 66), Danilo Dias, Marquinho (Tchô, 38), Baba e Djalma (Fidelis, 78).
(Suplentes: Peçanha, Briguel, Dylan, Roberge, Tchô, Fidelis e Kanú).

 

Benfica: Roberto, Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, César Peixoto, Javi Garcia, Carlos Martins (Airton, 83), Gaitan (Salvio, 70), Saviola (Franco Jara, 73), Cardozo e Fábio Coentrão.
(Suplentes: Moreira, Airton, Salvio, Franco Jara, Luís Filipe, Sidnei e Alan Kardec)

 

Árbitro: João Capela (Lisboa).

 

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Roberto Sousa (60), João Guilherme (77) e Fábio Coentrão (87).

 

Assistência: Cerca de 4700 espectadores.

 

 

O Benfica venceu e com justiça, diga-se. Foi a equipa que mais oportunidades criou e que foi desperdiçando, com Saviola e Cardozo em destaque nesse aspecto. Mas Coentrão resolveu a questão e manteve viva a chama das vitórias e esta até foi a primeira fora de portas na presente temporada. O Marítimo continua sem vencer e deu a réplica possível. Pedro Martins ainda tem muito trabalho pela frente.

 

Jorge Jesus: “Foi um resultado muito curto. Sofremos muito sem necessidade nenhuma. Foi a partida desta época onde criámos mais oportunidades de golo, mas não as conseguimos concretizar, mas estamos a crescer de jogo para jogo”.

 

Fábio Coentrão: “Tenho trabalhado para chegar aos jogos e estar bem e tenho demonstrado que estou numa boa forma. Hoje estou muito feliz por ter ajudado a equipa a ganhar.”

“Eu jogo onde o mister quiser. Seja a defesa, a médio, a extremo, a ponta de lança…. O mister é que manda nesta equipa e eu jogo onde ele decidir. O que eu quero é ajudar o Benfica.”

 

publicado por aguiavitoria às 18:48

22
Set 10

Classificação da Liga está adulterada

 


Em comunicado, o Benfica congratula-se com a «coragem» de Vítor Pereira em «assumir erros que influenciaram resultados de vários jogos e penalizaram gravemente» o clube da Luz, negando, ainda, que a posição assumida após o jogo com o V. Guimarães visasse «qualquer tratamento de favor».

No comunicado divulgado no site do clube, os encarnados constatam que a assunção dos erros por parte do presidente da Comissão de Arbitragem confirma «que a actual classificação da Liga está adulterada».

O documento faz referência a um «lance de andebol ontem ocorrido na Madeira», no jogo Nacional-FC Porto, e, no mesmo, é expresso o desejo que «Vítor Pereira não seja “pressionável”, mas que seja suficientemente responsável para perceber que tem elementos dentro da sua estrutura que podem não ter a mesma boa-fé e a mesma competência do seu Presidente».

 

 

Eis o conteúdo do comunicado:

«O Sport Lisboa e Benfica espera que a conferência de imprensa do Presidente da Comissão de Arbitragem, Vítor Pereira, tenha um efeito pedagógico junto dos árbitros e observadores, e que o futuro próximo do futebol português traduza uma melhoria significativa no nível global das actuações das equipas de arbitragem.

Assinalamos a coragem que teve por assumir erros que influenciaram resultados de vários jogos e penalizaram gravemente o Sport Lisboa e Benfica, confirmando, dessa forma, que a actual classificação da Liga está adulterada.

Para a média de avaliação globalmente positiva de que o Presidente do Conselho de Arbitragem deu conta na sua exposição, seguramente não contribuíram as actuações da maioria dos árbitros que dirigiram jogos do SL Benfica.

Percebemos a definição dos critérios elencados pelo senhor Vítor Pereira, concordamos com eles, só não entendemos a falta de uniformização na aplicação desses mesmos critérios, nomeadamente a nível disciplinar e nos livres de 11 metros.
O Sport Lisboa e Benfica limitou-se a expor factos, nunca pretendeu qualquer tratamento de favor, mas não compreende como é que as “zonas cinzentas” apontadas pelo presidente do Conselho de Arbitragem podem explicar tantos erros de arbitragem, nomeadamente o lance de andebol ontem ocorrido na Madeira.

Independentemente do que se passou em Guimarães, o Sport Lisboa e Benfica nunca pôs em causa a seriedade e competência do senhor Vítor Pereira.

Esperamos, de facto, que o senhor Vítor Pereira não seja “pressionável”, mas que seja suficientemente responsável para perceber que tem elementos dentro da sua estrutura que podem não ter a mesma boa-fé e a mesma competência do seu Presidente».

 

 

publicado por aguiavitoria às 13:51

20
Set 10

Benfica vence Sporting (2-0)

 

 

Ficha de jogo:

Benfica - Sporting, 2-0.

 

Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa.

 

Ao intervalo: 1-0.

 

Marcadores:

1-0, Cardozo, 13 minutos.

2-0, Cardozo, 50.

 

Equipas:

Benfica: Roberto, Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão, Javi Garcia, Carlos Martins (Franco Jara, 86), Pablo Aimar (Ruben Amorim, 46), César Peixoto, Saviola (Airton, 80) e Cardozo.
(Suplentes: Júlio César, Sidnei, Airton, Ruben Amorim, Franco Jara, Nico Gaitan e Alan Kardec).

 

Sporting: Rui Patrício, João Pereira, Daniel Carriço, Nuno André Coelho, Evaldo, André Santos (Saleiro, 73), Maniche, Matias Fernandez (Hélder Postiga, 59), Jaime Valdés, Yannick (Vukcevic, 59) e Liedson.
(Suplentes: Tiago, Torsiglieri, Abel, Zapater, Vukcevic, Saleiro e Hélder Postiga).

 

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco).

 

Acção disciplinar: cartão amarelo para Javi Garcia (08), Jaime Valdés (21), Maxi Pereira (33), Fábio Coentrão (44), Ruben Amorim (71), Hélder Postiga (90), Airton (90) e César Peixoto (90+3).

 

Assistência: 51 899 espetadores.

 

 

Jesus - Mantém confiança elevada na revalidação do título. Diz que "ainda há muito frango para virar", que "o campeonato ainda está em aberto" e, apesar de reconhecer as "dificuldades", atira: "Os rivais que estão lá em cima vão começar a olhar para trás, para nós, e vão tremer. Se nos derem tempo, vamos ser muito fortes na segunda volta."

 

Luisão - Afirmou que foi uma vitória do Cardozo.

 

Maxi Pereira - Para o uruguaio a exibição frente ao Sporting "foi uma das melhores do Benfica esta temporada". "Merecemos a vitória", declarou.

 

Cardozo - Foi o homem do jogo, ao marcar os dois golos da partida, mas não foi só por isso que merece o destaque. Pressionou bastante os centrais do Sporting, obrigou-os a jogar mal, ganhou lances e batalhou bastante. Apesar dos dois golos marcados, ainda desperdiçou 3 claras ocasiões para marcar.

 

publicado por aguiavitoria às 18:40

14
Set 10

Declaração à Nação Benfiquista

 

 

 

Numa declaração lida por Luís Nazaré, Presidente da Assembleia Geral do Benfica, após o plenário sobre a arbitragem dos jogos do clube nas primeiras quatros jornadas, a direcção encarnada apresentou medidas que pretende implementar nos próximos tempos.
"As águias solicitam que o presidente Luís Filipe Vieira suspenda imediatamente as negociações com a Olivedesportos relativas aos direitos televisivos da equipa profissional de futebol a partir da época 2012/13.
A direcção criticou duramente o Presidente da Comissão de Arbitragem, Vítor Pereira, e pediu aos seus adeptos para não comparecerem nos jogos da equipa fora do Estádio da Luz.

O clube equaciona, também, anular a participação na presente edição da Taça da Liga, e solicita ao Ministro da Administração Interna uma audiência para debater a violência que a equipa tem sido alvo quando se desloca à cidade do Porto."

Para alem disso, Laurentino Dias, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, foi declarado como "persona non grata" na Luz.

publicado por aguiavitoria às 17:41

07
Set 10

DESCANSA EM PAZ CAMPEÃO!!

 


O "Bom Gigante", ícone do futebol português há muito debilitado pela doença, faleceu num hospital lisboeta quando estava prestes a completar 72 anos

José Torres, jogador internacional de futebol e uma das velhas glórias do Benfica, faleceu em Lisboa. Internado há alguns dias num hospital de Lisboa, com insuficiência cardíaca, Torres acabou por falecer à beira de completar 72 anos.

José Torres venceu nove campeonatos nacionais de futebol e quarto taças de Portugal ao serviço do Benfica, tendo marcado 217 golos durante a carreira. José Torres disputou três finais da Taça dos Campeões, em 1963, 1965 e 1968, troféu que nuca venceu.

O "Bom Gigante", como era conhecido, em virtude dos seus 1,91 metros, foi também jogador da Selecção Nacional, tendo feito parte da famosa equipa dos Magriços, que, em 1966, obteve o terceiro lugar no Campeonato do Mundo de Futebol, ainda hoje a melhor classificação de sempre da Selecção Nacional neste torneio.

Antes da qualificação de Portugal para o Mundial do México de 1986, José Torres proferiu, como seleccionador, uma frase que se iria tornar célebre: "Deixem-me sonhar!". Carlos Manuel, num jogo disputado contra a selecção da Alemanha em Estugarda, acabou por marcar o golo que qualificou Portugal para o Mundial.

Em declarações à Antena 1, o "magriço" José Augusto afirma que guarda muitas e boas recordações de Torres durante os anos em que jogaram juntos na equipa das quinas e no Benfica. "Merece uma última homenagem de todos nós, e, em especial, dos desportistas portugueses", defende José Augusto.

Hilário, ex-jogador do Sporting, jogou muitas vezes do lado oposto do campo de Torres. O antigo defesa leonino recorda à Antena 1 a forma como o "Bom Gigante" encarava os adversários. "Várias vezes gozava connosco. Quando estávamos em pleno jogo e antecipávamos uma jogada, ele dizia: ‘Lá vai fruta'. ‘Lá vai um pontapé para a frente', queria dizer. Nós tínhamos medo da altura dele e da passada que ele tinha. Isso dá para ver a amizade que ele tinha com os adversários", lembra.

O bi-bota de ouro, Fernando Gomes, defende que Torres foi "um dos melhores treinadores do futebol português". Gomes foi orientado pelo "Bom Gigante" na caminhada para o Mundial1986, o segundo da História de Portugal."Até à época Portugal apenas se tinha qualificado para um Mundial, e a segunda vez foi com José Torres no seu comando. Conseguimos o apuramento de uma forma feliz, com grande vontade de vencer e muita estratégia perante grandes potências do futebol europeu que compunham o nosso grupo. É um exemplo de grande qualidade", sublinha.

A Federação Portuguesa de Futebol decretou um minuto de silêncio em memória de José Torres antes do início do Portugal-Chipre.Os jogadores entraram em campo com fumos negros nas camisolas.


DEVEMOS RECORDAR E NÃO DEIXAR ESQUECER JOSÉ TORRES.


 

DESCANSA EM PAZ CAMPEÃO!!

publicado por aguiavitoria às 21:27

06
Set 10

Makukula no Manisaspor por 2 Milhões de Euros

 

 

 

O Benfica comunicou à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a venda do passe de Makukula aos turcos do Manisaspor dois milhões de euros.

O avançado, melhor marcador da Liga turca na última época (21 golos) ao serviço do Kayserispor, viu a transferência concretizar-se na última quarta-feira.

Makukula, recorde-se, tinha vindo a treinar-se à parte no Seixal desde que voltou de férias. O internacional português não entrava nos planos do treinador dos encarnados, Jorge Jesus, e procurava apenas uma nova colocação, mas a título definitivo, que acabou por acontecer.

publicado por aguiavitoria às 20:06

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO