30
Set 10

Benfica escorrega na Alemanha

 

 

Ficha de jogo

 

Jogo no Arena AufSchalke, em Gelsenkirchen.

 

Ao intervalo: 0-0.

 

Resultado final: 2-0.

 

Marcadores:

 

1-0, por Jefferson Farfán, 73 minutos.

2-0, por Klaas Jan Huntelaar , 85 minutos.

 

Equipas:

 

Schalke 04: Manuel Neuer, Atsuto Uchida (Hans Sarpei, 58), Kyriakos Papadopoulos, Christoph Metzelder, Schmitz, Joel Matip, Jefferson Farfán, Jurado (Peer Kluge, 78), Ivan Rakitic (Jones, 78), Raúl e Klaas Jan Huntelaar.
(Suplentes: Schober, Hans Sarpei, Plestan, Edu, Erik Jendrisek, Peer Kluge e Jones).

 

Benfica: Roberto, Maxi Pereira, Luisão, David Luiz, César Peixoto, Javi Garcia, Carlos Martins, Gaitan (Salvio, 45), Saviola (Pablo Aimar, 63), Cardozo (Alan Kardec, 71) e Fábio Coentrão.
(Suplentes: Moreira, Airton, Salvio, Felipe Menezes, Pablo Aimar, Sidnei e Alan Kardec)

 

Árbitro: Gianluca Rocchi..

 

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Nicolás Gaitán (45), Salvio (49), Javi García (56), Atsuto Uchida (57) e Jefferson Farfán (62).

 

 

O período de recuperação que o Benfica vinha encetando foi travado na Alemanha. Num país onde as águias nunca venceram, um amargo regresso às derrotas (2-0), num jogo em que, em abono da verdade, os encarnados pouco fizeram para evitar afundar. Quinta derrota da época, a primeira na Liga dos Campeões. Segue-se o duplo confronto com um Lyon, 100 por cento vitorioso. Tarefa árdua para os campeões nacionais.

 

Os encarnados não "mataram" o jogo quando podiam - e deveriam - tê-lo feito e acabaram por ser penalizados com os golos de Farfán (73) e Huntelaar (85), ambos conseguidos já na fase final do encontro.

Com a derrota, que mantém a maldição benfiquista em solo alemão nas provas europeias, a equipa treinada por Jorge Jesus cai do 1.º para o 3.º lugar na classificação do Grupo B da Liga dos Campeões.

No outro jogo do grupo, o Hapoel Telavive perdeu em casa, por 1-3, frente ao Ol. Lyon.

 

 

Javi Garcia: Fico triste, a equipa tentou jogar com vivacidade e acho que fizemos uma primeira parte muito boa. O Benfica luta sempre pela vitória, tínhamos a ilusão de conquistar os três pontos, mas temos de sair contentes, pois fizemos 75 minutos muito bons. Mas eles também têm muito boa equipa, jogadores com muita classe como o Raúl ou o Huntelaar. Há que ver o que fizemos de positivo para dar a volta. Hoje falhámos alguns golos, tal como na semana passada. Mas temos um ataque muito bom que pode fazer golos a qualquer momento e creio que a equipa vai dar a volta.

 

Carlos Martins: Sabíamos que seria um jogo difícil, que eles iam jogar no nosso erro e isso comprovou-se, tivemos duas falhas que foram fatais. São momentos do jogo, em que toda a gente falha, não estou a atribuir os golos aos meus companheiros mas à equipa. Mas foi um jogo de grande espírito de equipa e não merecíamos ter saído daqui com uma derrota. Vamos lutar para passar a fase de grupos.

 

Fábio Coentrão: Foi infelicidade nossa, merecíamos outro resultado, mostrámos que temos uma excelente equipa e o Benfica devia ter saído daqui com outro resultado. Temos uma excelente equipa e isso é o mais importante, porque, na próxima partida, frente ao Lyon, vamos mostrar que queremos seguir em frente na Champions. Desde o começo que sabíamos que ia ser uma luta a quatro, temos um grupo complicado, mas temos consciência que temos equipa para seguir em frente.

 

 

Jorge Jesus: O Schalke tem jogadores experientes, sempre à espera do erro do adversário, o que acabou por acontecer. Ao intervalo, sentíamos que podíamos ganhar o jogo, sabíamos que estávamos a jogar com uma boa equipa, entrámos decididos para que pudéssemos ter mais situações de finalização, que não conseguimos na primeira parte, a saída do Cardozo tirou-nos alguma profundidade, mas saímos daqui com a sensação que podíamos ter pontuado.

 

 

publicado por aguiavitoria às 19:01

Os Mandamentos de Jesus - www.wook.pt
Contador
Web Site Hit Counters
stats counter
Globo localizador
Contagem Universal
free counters
mais sobre mim
blogs SAPO